Famosos com IA

John F. Kennedy

Sim, o 35º presidente dos EUA tinha Doença de Addison. Kennedy teve muitos problemas de saúde, em seu histórico também estava presente muitas dores no estômago, em Novembro de 1943, foi diagnosticado uma úlcera no duodeno. E, de acordo com “Na Doença e no Poder”, entre 1945 e 1947 teve várias dores de estômago e sintomas como náuseas, vômitos, febre, fadiga e escurecimento da pele. Por fim em 1947, foi diagnosticado com a Doença de Addison e foi internado em Londres, quando já era congressista pelo décimo primeiro distrito de Massachusetts.

Santa Isabel da Trindade

A jovem Elisabete entrou no mosteiro de Carmelo em 1901 e Trindade foi escolhido como seu sobrenome, no caso, seria a fonte de toda vida de Elisabete! 

Em março de 1906, Elisabeth entra na enfermaria do Carmelo, o enfraquecimento progressivo dos últimos meses a confina num esgotamento total. Alimenta-se sempre com maior dificuldade. É assim que Madre Germana classifica os oito meses e meio da terrível enfermidade de Elisabete, ela foi atingida pela Doença de Addison.

Em 25 de novembro de 1984 foi beatificada pelo papa João Paulo II. Ele a apresentou como modelo à juventude e a todos os contemplativos.

Nathan Gafuik

Quando Nathan Gafuik foi diagnosticado com a doença de Addison, aos 15
anos, sua carreira atlética estava decaindo. Mesmo que treinasse duramente com uma das melhores ginastas do Canadá, ele parecia um garoto de 11 anos de idade. A doença colidiu com sua paixão pela ginástica. Os médicos duvidavam que voltar a competir  seria possível. Gafuik, com a ajuda de seus pais, treinador e endocrinologistas, continuou mesmo assim.

"Eu tive que lidar muito com essa carreira, não apenas por estar no nível que eu competi, mas eu tive que lidar muito com o Addison. Isso me fez um lutador, eu acho. Eu Não estou disposto a desistir de muitas situações. Espero que eu possa levar isso para a minha próxima vida. ", disse Gafuik.